Arquivo da tag: Humanidades

Chegou o dia das Humanidades Digitais!

logo-pt-br

A plataforma em http://dhd2013.filos.unam.mx/pt-br/blogs contém 85 blogs, com 123 membros! Aqui fazemos uma lista com alguns dos blogs notáveis. Ao longo do dia, vamos atualizar esses endereços, pelo Facebook e pelo Twitter (@HDigitais).

Antes, colocamos em destaque o post ¿Cómo surgió el Día de humanidades digitales?, no blog de Paul Spence, que explica o nascimento da idéia.

Um bom dia a todos!

Alguns blogs em português:

Alguns blogs em espanhol:

Inteligência, criatividade, computação e ciência

Diagrama em: Samuel R. Wells. How To Read Character: A New Illustrated Handbook Of Phrenology And Physiognomy, For Students And Examiners; With A Descriptive Chart. Fowles & Wells: New York, 1873. hpp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Phrenologychart.png; Domínio Público.
Diagrama em: Samuel R. Wells. How To Read Character: A New Illustrated Handbook Of Phrenology And Physiognomy, For Students And Examiners; With A Descriptive Chart. Fowles & Wells: New York, 1873.

As fronteiras entre as assim chamadas ciências “exatas“, “naturais” e “humanas” tem perdido a nitidez em diversos campos de investigação; é certamente esse o caso da “Inteligência Artificial”. Um debate recente entre o linguista Noam Chomsky e Peter Norvig, diretor de pesquisas da Google, mostra os desafios epistemológicos deste campo de estudos dedicado à compreensão dos mecanismos da inteligência, e toca em alguns pontos interessantes para a reflexão sobre a relação entre as humanidades e as tecnologias computacionais, e quem vem sendo levantados também por algumas vozes críticas no campo das Humanidades Digitais.  Continuar lendo Inteligência, criatividade, computação e ciência

Digitalização dos acervos públicos europeus: Um balanço da década

A GLAM – Open Galleries, Libraries, Archives and Museums – é uma rede global de instituições dedicadas a construir o acesso aberto a seus acervos, como parte da Open Knowledge Foundation, e em parceria com a DM2E, a Comissão da União Europeia responsável por fomentar o acesso livre ao patrimônio cultural do continente por meio da Europeana. No site da GLAM, neste mês, há um artigo muito interessante sobre o estado atual dos esforços de digitalização dos acervos públicos europeus nesta última década. Veja o texto completo: The state of digitazition, por Joris Pekel.

“Quietly, Google puts History Online” | New York Times

Quietly, Google Puts History Online

New York Times
Eric Pfanner,
20/11/2011

Museu de Israel
Site com os manuscritos do Mar Morto no Museu de Israel, citado na reportagem

Este artigo sobre os projetos de digitalização de arquivos memoriais pela empresa Google traz diversos pontos importantes para os debates em torno das Humanidades Digitais. Em especial, poderíamos destacar a pergunta realizada pelo autor, Eric Pfanner: Continuar lendo “Quietly, Google puts History Online” | New York Times

Carta de Apresentação

Mappa da exportação dos effeitos que sahirão pela Barra da Parahiba desde 87 té 97. Figueiredo, Inácio José Maria de (grav.) Lisboa: Na Officina da Casa Litteraria do Arco do Cego, 1799. Arquivo digital da Brasiliana USP.

O Grupo de Pesquisas Humanidades Digitais é formado por pesquisadores interessados em explorar e interrogar a produção, a organização e a difusão da informação no meio digital.

Estamos construindo nossas interrogações como ação crítica e criativa. Incluímos em nosso horizonte duas perspectivas integradas: a reflexão teórica sobre as questões colocadas pelos novos meios de difusão da informação para o problema histórico e epistemológico da construção do conhecimento, e a experimentação em torno de novas formas de acesso, organização e processamento da informação. Continuar lendo Carta de Apresentação

As Humanidades e as tecnologias digitais: Uma provocação inicial

Maria Clara Paixão de Sousa


Ramelli, Agostino, 1531-ca. 1600. Le diverse et artificiose machine del capitano Agostino Ramelli
Ramelli, Agostino, 1531-ca. 1600. Le diverse et artificiose machine del capitano Agostino Ramelli… Beinecke Library, Yale

O estabelecimento das tecnologias digitais como ambiente de difusão da informação trouxe desafios importantes para as disciplinas ligadas às humanidades. O maior deles, talvez, seja o de  lidarmos com uma forma de organização da escrita e da leitura absolutamente nova, pois artificialmente mediada – falo de artifícios lógicos, e não mecânicos (como os idealizados por humanistas como Ramelli), por isso inéditos.

Continuar lendo As Humanidades e as tecnologias digitais: Uma provocação inicial